Literatura angolana no Clube Lê de julho


No kit do mês de julho do Clube Lê os assinantes receberão uma edição em capa dura do romance A filha do general, de Sónia Gomes, um marcador de livro e uma caneca inspirada nas cores da bandeira angolana.


Sónia Gomes nasceu em 1977 no Luena-Moxico, uma cidade de uma província pouco povoada de Angola, perto da fronteira oriental com a Zâmbia e a República Democrática do Congo. O Moxico é lendário como a principal base de operações do líder da UNITÁ, Jonas Savimbi, e como o local das negociações oficiais pela paz em 2002. Conflitos políticos, no entanto, não são o foco da literatura de Gomes. Interessa-se mais pelos filhos da guerra.


Em A filha do general, Sónia Gomes escreve sobre conflitos dentro das famílias e entre amantes ou amigos, abordando as diferenças sutis entre ricos e pobres, jovens e velhos, amantes e esposas. O título do romance, que se refere à família de um general, já diz muito aos angolanos. Em tempos de paz, os generais da guerra têm que ser recompensados ​​por seus serviços, é claro, e muitas vezes são encontrados em altos cargos e geralmente têm uma boa posição. Assim, a filha do general tem uma infância protegida, mas cresce para ser não apenas uma corretora imobiliária rica e autônoma, mas também bastante corpulenta - em um país onde isso é considerado o ideal de beleza. Os conflitos resultantes são o assunto do livro e são abordados abertamente.


Para assinar o Clube Lê, acesse: www.clubele.com.br

27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo